VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO NESSA AVENTURA!

Pico do Corcovado – Ubatuba

Depois de ter cancelado a subida ao Pico do Corcovado em Ubatuba duas vezes por causa do mau tempo, decidimos subir no feriado de “9 de Julho” na sexta-feira, acampar no topo e descer no dia seguinte.

Fizemos todos os preparativos até que na véspera do grande dia tivemos a notícia: não seria possível ir de carro. Para não cancelarmos a viagem mais uma vez, decidimos ir de ônibus já que tínhamos lido em vários relatos que, dessa forma, é possível chegar ao inicio da trilha.

Inicio da Trilhas

Arrumamos as mochilas e as 6:30 estávamos na rodoviária de São José dos Campos, o ônibus para Caraguatatuba saiu as 7:00 e as 8:30 chegamos lá, onde pegamos um circular para Ubatuba, mas antes aproveitamos para comprar o que comeríamos na trilha.

De café tomado e com as mochilas bem abastecidas, embarcamos para Ubatuba de circular que custou R$ 5.30, durante o caminho foi possível avistar o imenso pico que teríamos que enfrentar.

Descemos no km 68 da Rio Santos no ponto da Praia Dura por volta das 10:30, paramos no Supermercado que fica em frente para perguntar a hora do próximo ônibus para o Bairro do Corcovado. Uma moça simpática nos disse que o ônibus tinha acabado de passar e que o próximo iria demorar muito, então resolvemos ir caminhando.

Inicio da trilhas

Vários carros passaram por nós, mas nenhum nos deu carona, infelizmente os carros que subiam estavam sempre lotados e apenas os que estavam descendo tinham lugares vazios, “que ironia!”, então acabamos encarando a pé os 4 quilômetros até o inicio da trilha, o que nos acrescentou uma hora a mais de caminhada.

Seguimos pelo asfalto até encontrar a placa que indicava o início da trilha, respiramos fundo e iniciamos a caminhada por volta das 11:40. Continuamos pela estrada de terra e após alguns minutos passamos por uma ponte de concreto onde encontramos um morador local que nos deu algumas informações.

Depois da ponte seguimos a esquerda, andando mais um pouco viramos na primeira à direita passando por uma corrente que limita e entrada de carros e continuamos até uma casa amarela.Neste ponto a trilha se divide, do lado esquerdo ela acompanha um rio mas nós pegamos a trilha a direita, como nos orientou o morador. Um pouco depois, logo no início da caminhada viramos à esquerda.

A trilha no começo se mostrava bem tranquila, muita mata fechada, poucas subidas, sem grandes dificuldades. O que durou pouco.

Passamos por dois pontos de água e quando chegamos no terceiro decidimos parar para fazer um lanche.

Riacho no meio da trilha Riacho no meio da trilha

O lanche veio na hora certa. Logo depois a subida começou a ficar cada vez mais íngreme. Seguimos em frente até chegarmos em mais uma bifurcação onde descobrimos que do lado esquerdo havia uma trilha que nos levava a uma pequena cachoeira, que era o quarto ponto d’água, que pensávamos ser o último. Como não sabíamos se haveria mais água pela frente, aproveitamos para encher nossas garrafas e apesar do peso extra, está água foi muito bem vinda, pois, dali em diante não sabíamos ao certo quanto tempo de caminhada teriamos pela frente.

Pedra no Meio da Trilha

Após um longo trecho de subida avistamos um conjunto de pedras, uma delas muito grande e com uma rachadura no meio, por um instante pensamos ter chegado, ao subir em uma das pedras, podemos apreciar uma belíssima paisagem de toda a mata ao nosso redor e o mar mais ao fundo. Em nossa esquerda avistamos o imponente Pico do Corcovado que, para nosso desespero, ainda estava muito longe.

Horas depois sempre subindo e passando por uma vegetação encantadora, chegarmos em mais uma bifurcação que continha uma árvore no centro, lugar perfeito para descansarmos, fazermos um lanche e encher os cantis de água porque ali é o quinto e último lugar para pegar água. A partir daí a caminha se torna muito mais pesada praticamente uma escalaminhada.

Só se via subida pela frente, o sol começava a se esconder e nada de chegar na primeira área de camping. Uma hora e vinte minutos depois do quinto ponto de água, para ser exato as 17:00 hrs, chegamos até o primeiro acampamento onde percebemos que o tempo estava se fechando e uma leve neblina nos envolvia. Pelo nosso cálculo ainda faltava uma hora de caminhada até o topo, então fizemos a escolha de chegar até o cume mesmo que para isso terminássemos a trilha de noite.

Parada para Foto

Uma hora depois em meio a muita neblina e quase uma escuridão total chegamos ao nosso objetivo. Estavamos no topo do Pico do Corcovado em Ubatuba.

Montamos as barracas e alguns minutos depois chegou mais um casal que também arriscou terminar a trilha a noite. Fizemos uma refeição deliciosa e como o tempo estava fechado nos recolhemos para dormir.

Percebemos que havia alguma movimentação na mata ao redor das barracas. No meio da noite algum animalzinho curioso veio nos acordar mexendo em algumas sacolas com louça que ficaram do lado de fora da barraca, parecia querer saber quem estava perturbando seu espaço.

Dormimos muito bem, pois a noite estava quente e como já é de costume acordamos as 5:30 para ver o sol nascer, mas infelizmente não foi possível, pois a neblina dominava tudo. O tempo até ameaçou limpar mais foi por pouco tempo e logo fechou de vez.

Barraca no topo do Pico do Corcovado Casal no topo do corcovado Admirando a paisagem

As 11:30 levantamos acampamento pois tínhamos uma longa caminhada pela frente. Nos despedimos do casal e partimos.

Logo no início da trilha encontramos com um grupo de 5 pessoas e entre eles um senhor de 74 anos e uma senhora de aproximadamente 60, aquilo foi uma grande lição para nós que estávamos sofrendo tanto para chegar ao topo.

Equipe ETrilhas

Caminhamos sem parar até o quinto ponto de água onde paramos para fazer nosso almoço, na sequência desceu o casal e logo depois o grupo de 5 pessoas. Ali almoçamos, trocamos algumas ideias e conhecemos um pouco melhor aquelas pessoas que estavam ali e já não era a primeira vez. “Sempre que temos a oportunidade subimos o Corcovado”, disse o senhor de 74 anos, “gostamos muito deste lugar que praticamente já faz parte da família”, completou Rodrigo, o jovem que os acompanhava. Depois dessa injeção de animo, mesmo cansados partimos.

A descida foi sofrida, pois causava muitas dores nos joelhos, fomos intercalando hora estávamos na frente, hora o grupo nos passava, até que eles seguiram em frente e não os alcançamos mais.

Descendo o Pico do Corcovado Paisagem no meio da trilhas Pedra

Por volta das 6 da tarde chegamos ao segundo ponto d’agua onde encontramos Rodrigo que tinha voltado para ver como estávamos.

Terminamos a trilha juntos até o asfalto, onde ficamos conversando com nossos novos amigos, de repente quem aparece? O Casal que tinha passado por nós na trilha, e acabou nos dando carona até a estrada Rio / Santos, onde pegamos o ônibus para Caragua e de lá outro para São José.

Pico do Corcovado em Ubatuba foi conquistado!
Agora podemos falar que nossa missão foi cumprida e mais uma vez com sucesso. Conquistamos não apenas a montanha e sim novas amizades novas história e licões que levaremos por toda vida.

26 Comentários para Pico do Corcovado – Ubatuba

  • Bianca Rocha says:

    Olá! tudo bem ?
    Eu sou a Bia li sua aventura no Pico do Corcovado – Ubatuba, confesso que achei o maximo eu morro de vontade
    de fazer umas trilhas assim, na verdade onde eu moro
    existem várias, não sei se você ja ouvio falar em paranapiacaba alto da serra, mas de qualquer forma se não
    conhece eu lhe convido desde ja a conhecer, eu gosto muito
    desse contato extremo com a natureza
    viver e apreciar com todo respeito a mãe natureza nossa riqueza maior dos ultimos tempos, mas que
    poucos conseguem perceber , eu estava pesquisando sobre
    ubatuba, trilhas , prais e aventuras pois pretendo ir para
    lá neste verão e ao ler sua hitoria no lugar, minha
    vontade de me aventurar aumentou porque eu não conheço praticamente nada por lá, mas atraves da leitura de sua trilha eu ja consegui ter uma noção do quanto o lugar proporciona
    aventuras!!

    beijos , tudo de bom!

    • OI Bia!!!

      Realmente entrar em contato com a natureza e vivenciar condições extrema só nos faz valorizar cada vez mais nossa vida.

      Em Ubatuba é um lugar perfeito para esse tipo de aventura, lá você vai encontrar praias ainda pouco explorada como a praia do simão e picos como o Pico do Corcova, para iniciantes eu indico conhecer a praia do Bonete

      Ainda não conheço a região Paranapiacaba quem sabe agente futuramente não marca um acampamento por ai e você nos guia pela sua região.

      Abraço e Obrigado pelo seu comentário

  • Paz Galera…gostei muito da aventura, moro em Ubatuba, mais ainda não tive oportunidade de subir o Corcovado, mas já estou agilizando uma barca, vou publicar esta matéria no meu blog…um abraço á todos e que Deus abençoe

    Maurinho Freitas

  • alisson santos says:

    ola bia sei como q é subir ai no pico ja subi tambem eu morro ai no corcovado na rua bon sucesso é muito bonito a paissajen

  • Carlos Medici says:

    já acampei no pico do Corcovado, recomendo é D +

    O SITE ESTÁ BÁRBARO, VOCÊS ESTÃO DE PARABÉNS !!!

  • Sandra says:

    Ola!!
    Pela sua experiência, vc acha a trilha fácil de realizar só em casal ou é mais recomendável procurar alguma agência? Já fiz algumas trilhas, inclusive algumas mais pesadas, como o Pati, na Chapada Diamantina. Mas sempre com guia.
    Obrigada!
    Sandra

    • admin says:

      Oi Sandra!

      A trilha para Pico do Corcovado é nível alto e requer um pouco de preparo físico, ainda mais se pensa em ir acampar no topo, recomendo levar o mínimo de coisas possível.
      Com relação ao guia, é um pouco complicado no início da trilha por que tem algumas bifurcações mas depois fica fácil. Nós fomos sem guia mas fizemos um boa pesquisa e atentamos para os pontos de água que é uma forma de saber se está no caminho certo e não carregar muita água durante a trilha.

      Espero que tenha ajudado.

      Tenha uma boa aventura!

  • izaqueu mateus says:

    o Corcovado é tudo de bom,sou de Ubatuba, mas atualmente estou morando em sampa…minha casa la fica na estrada do Corcovado… abçs.

  • Eneias says:

    Morei por 14 anos no corcovado…Conhecia todo mundo e todo mundo me conhecia. Epoca boa…Pico do corcovado sobia quase todos os meses…As vezes fazia apostas com os amigos de bater e voltar…chegamos na costa do pico as 23 horas, dava uns berros, e seguida voltava…Poderiamos ser loucos, mas aqui entre nós, naquela época eramos loucos por natureza..Não existia drogas e desconheciamos a tal. A chevrolet fez um lancamento do MONZA TUBARÃO e o comercial foi feito no pico do corcovado..E la estava nós dormindo dentro do carro, a mais de 1300 metros de altitude..Que pena que naquela epoca nao existia tantos recursos de maquinas e celulares como hoje…Nós viviam o presente e não de lembranças. Agora vivemos as lembranças, mas em nossas memorias…Porque fotos, nem sei se existe…abraço a todos…Recomendo aos leigos que procurem um guia para não se perder..Existem muitos casos de pessoas que se perderam na trilha…

    • Eneias says:

      ainda tenho casa e terreno no corcovado. bem como minha avó e minha irmã….Moro em Taubaté pouco mais de 7 anos, e tenho saudades de lá…Mas vou voltar a fazer isso, talvez o começo do ano!

  • mary says:

    Fiz a trilha do corcovado, tenho 65 anos mas faço atividade física, como andar de bike, 10 km 3 vezes na semana, tênis de campo e caminhada, mas quero alertar que é uma trilha difícil, com escaladas íngremes que nunca acabam… muuuiiita subida íngreme, que não acabam, raízes demais, pedras, folhas e galhos em excesso, cobras , pinguelas, travessia de rios com corredeiras…por tudo isso , a trilha é linda, maravilhosa, mas não é para quem não tem preparo físico…muita gente passa mal mesmo…Não é bom arriscar a vida….por uma trilha…
    Depois 3 dias de dor muscular….mas valeu a pena pra mim… Mas vou preferir uma trilha de dificuldade média, porque esta é classificada como DIFICIL ….

    • Djalma says:

      Oi Mary,

      Que legal compartilhar com a gente sua experiência. Quando subimos o Pico do Corcovado encontramos com um casal que tinha aproximadamente sua idade e eles subiram e desceram no mesmo dia. Achei isso demais, meu sonho chegar com essa idade e ainda poder fazer trilhas tão difícil quando a do Corcovado.

      Obrigado pelo comentário.

      Continue sempre com essa energia!

      Abraço

  • guilherme tognolo says:

    estou interessado em fazer esta trilha ja algum tempo mais ainda não tive oportunidade , e gostaria de saber qual o tempo aproximado de trilha e sua distancia ?

    • Djalma Toledo says:

      Olá Guilherme,

      A trilha do pico do Corcovado é de nível difícil, cerca de 7 horas de subida se você for com mochila cargueira.

      Tem que ter um certo preparo físico pra conseguir subir, mas vale muito apenas.

      Abraçø

  • Gabriela says:

    Muito lindo o lugar!
    Estava pesquisando sobre o local, e se dava para se aventurar sem um guia.
    Moro em Ubatuba faz alguns anos, mas ainda não tive essa oportunidade de conhecer o Pico do Corcovado.
    Gostaria de saber, se eu como iniciante mesmo, nunca tive uma experiencia parecida, se eu posso vivenciar essa aventura?

    Obs: Parabéns pelo blog. Está bem objetivo.

    • Djalma says:

      Olá Gabriela, obriado pelo seu comentário.

      Não costumo falar para as pessoas fazerem trilhas sem guia, por que a trilha sempre muda por que a vegetação pode crescer se não for ninguém pra lá. Na época pesquisamos perguntamos pra quem já foi e chegamos à conclusão que dava pra ir sem guia. Só no começo que achei um pouco confuso mas depois a trilha segue única e não tem perigo de se perder. Se puder achar alguém que conhece a região seria melhor.

      Espero que tenha ajudado.

      Boa aventura.

  • sadraque lamosa says:

    morador do bairro do corcovado ja fiz trabalho d guia monitor ao pico do corcovado ja fiz a trilha 52 vezes um lugar maravilhoso qm puder ir conhecer nao vai se arrepender e uma maravilha

  • Sandro Melgaço says:

    fantástica essa aventura curti muito conheço alguns pontos de mergulhos em Ubatuba mas o pico do Corcovado não conheço, pelo o que eu pesquisei e li sobre é magnifico, pow pessoal quando vcs forem trilhar avisem pra mim pegar uma carona.
    face Sandro Melgaço whats app 947279260

  • Rafael Lemos says:

    Olá a todos !

    Já estou planejando essa trip a quase um ano, gostaria de saber se é bem sinalizada a trilha, já andei em algumas não tive problemas porém não tenho conhecimento do Pico do corcovado, teriam algum site, orientações?

    Um grande abraço a todos.

    • Djalma says:

      Olá Rafael,

      Já faz um tempo que fomos para o Pico do Corcovado e não sei te dizer como está a trilha, mas na época que fui era bem marcada só no começo que ela divide para outras trilhas mas depois que pegou a trilha certa é só seguir.

      Uma forma de saber se está na trilha certa é prestar atenção nos pontos de água que citamos no relato.

      Se ler o relato com atenção vai perceber que apontamos detalhes para que a pessoa identifique se está na trilha certa.

      Na dúvida informe-se com os moradores da região antes de subir a trilha.

      Tenha uma boa aventura!

      Abraço

  • Barata says:

    E se blz?
    .. Gostaria de saber se existem vias para escalar ou fazer descer de rapel? Abração!!

  • CRISTINA COTRIM says:

    sempre tive vontade de subir no corcovado mas nunca procurei saber se era possível, não sei se conhece o Pico dos Marins em Piquete SP, subi lá por umas 4 vezes sempre acampando no topo, queria saber se a dificuldade é parecida e dá para subir e voltar no mesmo dia sem acampar.

  • ANTONIO CARLOS PEREIRA says:

    MORO AQUI EM UBATUBA HA QUATRO ANOS E EU E MAIS UNS AMIGOS ESTAMOS PREPARANDO PRA SUBIR ATÉ LA
    VI TODAS AS FOTOS E FIQUEI MAIS ANIMADO PRA VER DE PERTO ESPERO QUE QUANDO DA NOSSA IDA CORRA TUDO
    BEM ABRAÇOS A TODOS

  • André Luiz Taubaté SP says:

    Bom dia Galera…muito top mesmo a matéria de vcs, eu sou praticante de várias atividades radicais, e não tem sentimento que descreva quem se privilegia de ir e acampar no Pico do Corcovado… Parabéns pela conquista e que venham sempre novos desafios..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *